Como em algum outro Tempo, em Lugar algum

Esperei até agora para escrever uma nova Crônica, mas não consegui... não tinha o que dizer de bom,  seria só desesperança e pessimismo. Daí escolho este poema que fiz em algum outro tempo em que me sentia assim... em...

... Lugar algum 


Não sei se vou
Nem pra onde
Nem tão pouco como vou
Só sei que quero ir
Para lugar nenhum
Onde nem eu me alcance
Também não sei
Se quero mesmo ir
Minha cabeça
navega envolta
Em pensamentos contrários
Entre o que sou
O que fui
O que poderia ter sido
O que ainda posso ser
Em algum lugar de mim


Comentários

  1. Entrei aqui para falar saudades
    Vim na certeza de encontrar uma palavra
    de sua inspiração
    Sabia que encontraria
    sua prosa poesia
    que um dia virou canção
    Sedução
    Nossa parceria de
    cabeção e coração
    Abraço de aniversário
    Vida longa e harmonia
    em sua busca

    ResponderExcluir

Postar um comentário